Ideal para o perfeito romantismo

A lua-de-mel é a oportunidade perfeita para a celebração de um casamento na intimidade, afastando o estresse acumulado durante meses, causados pelos preparativos e pela própria jornada da cerimônia. Ao mesmo tempo, é uma viagem única e especial para o casal, e por isso, não se precisam controlar os gastos e nele se deve dispor de mais dinheiro que para um passeio normal.
Quais são os destinos mais apropriados para as luas-de-mel? As respostas vão dirigidas a aqueles que concordem com os desejos de cada casal, sem dúvida, acompanhados por uma série de elementos gerais que não se devem esquecer para que ela se converta numa lembrança inesquecível.

Dentro desta linha de destinos mágicos, a Jamaica não pode faltar pelo seu conjunto de bondades, é somente perguntar ao seu agente de viagens para que isto seja confirmado. Aqui apresentamos vocês uma lista de rações pelas quais esta é uma ilha candidata para a sua visita nessa ocasião tão especial para o casal.

Alojamentos ideais para o amor
Numa lua-de-mel, a hotelaria tem que ser de qualidade com serviços especiais para os noivos, com rincões e detalhes que convidem à intimidade e o romantismo.

Com os olhos fechados, a Jamaica oferece uma ampla variedade de serviços, sobretudo em suas seis áreas principais de resorts que são Kingston, Montego Bay, Negril, Ocho Rios, Port Antonio e a Costa Sul: hotéis cinco estrelas, vilas com estilo individual e perfeita privacidade, pequenos e aconchegantes hotéis e até casas de campo ou coberturas de frente ao mar.

É muito importante procurar informação através do agente de viagens sobre pacotes de viagens ou programas especializados para a estada dos recém casados em cada uma das instalações, porque a criatividade do setor hoteleiro vai se encarregar, dependendo das suas ofertas, de colocar uma garrafa de champanhe no quarto, arranjar um jantar romântico à luz de velas ou dar eles de presente uma excursão.

Descanso máximo
Depois do estresse da boda e da viagem, a primeira coisa que um casal de recém casados deve fazer é relaxar se, e sem dúvida alguma, nenhuma coisa como uma estância de descanso (ou spa) para afastar  as tensões corporais. Agora, experimentar um spa na Jamaica não é simplesmente tomar uma massagem, quem quiser pôde se submergir num estado total de relaxamento com preparações únicas no seu estilo que combinam ingredientes orgânicos e autóctones junto a métodos de maestros da estética e saúde de todas partes do mundo; um exemplo disto é o spa do Ritz Carlton em Montego Bay.

Inclusive, existem alternativas de suítes dentro da área do spa, como no caso do ?alf Moon em Montego Bay, no qual são oferecidos diretamente tratamentos dentro das habitações, pessoal para o treinamento e um banheiro próprio para desfrutar da cromoterapia.

Já que  um spa é um serviço que poucos hotéis oferecem, é recomendável perguntar ao agente de viagens sobre as alternativas das quais possam dispor os interessados.

Uma geografia de sonho  
A primeira coisa que se procura numa lua-de-mel é a visita às paragens exóticas ou sítios que ofereçam paragens naturais de grande beleza. Nesse sentido, a Jamaica tem uma mistura interessante que não fica simplesmente no sol, a areia e o mar.

É natural que sobrem praias para todos os gostos, desde as populares até as situadas fora do típico roteiro turístico, como as de Shanshy Beach e Rãs Johnson’s Ranch. O importante é escolher os lugares a serem visitados em função dos interesses do casal: se desejarem um sitio tranqüilo ou muito movimentado, se quiserem praticar snorkeling ou mergulho, se procurarem viver uma experiência na qual o glamour e o luxo sejam os protagonistas ou, pelo contrario, que a opulência esteja definida pela beleza das paisagens naturais.

Quê lugares de praia podem se escolher, de acordo com os gostos do casal? Aqui mencionamos as referencias:

Duncans: dentro desta cidade encontra-se Silver Sands, para muitos a melhor faixa de praia na ilha. Parte dela é situada em áreas privadas destinadas aos interessados em alugar vilas, entretanto, no seu lado oeste, encontra-se Fisherman’s Beach, com uma interessante vida cultural entre artistas, artesãos e pessoal do lugar.

Island Village: uma das mais recentes atrações da Jamaica que combina o encanto do mar com as lagunas, a exuberante flora e uma exibição interativa de reggae.

Treasure Beach: seis milhas de corais com cores impressionantes, e, às vezes, areias pretas, enseadas privadas e costas rochosas.

Winnifred Beach: é ideal para fazer snorkeling.

Runaway Beach: um setor no qual se combinam hotéis de luxo, campos de golfe e vilas privadas.

Dunn’s River Falls & Park: área turística na sua totalidade, famosa por seus rios e mananciais que complementam a beleza das suas praias.

Bloody Bay: com resorts de cadeias internacionais do nível de Superclubs, RIU, e outros.

Rio Nuevo Wall: recife situado ao oeste do Rio Nuevo, a certa distância da costa da Jamaica Beach em Ocho Rios. Um dos melhores lugares para o mergulho com 25 pés de profundidade e onde se pode desfrutar de barracudas, tartarugas marinhas, peixes louro, e fauna marinha tropical dentro das formações coralinas montanhosas.

Lime Cay: esta praia encontra-se a quinze minutos de bote desde Port Royal, uma das mais belas da Jamaica.

James Bond Beach: espetacular praia rodeada de águas cristalinas com um pano de fundo ainda mais impressionante, devido às exuberantes montanhas de St Mary que se desembocam no mar.

Blue Lagoon: laguna completamente natural, produto da depressão muito inclinada de terrenos ricos em cal, alimentada por mananciais naturais submergidos em 56 metros de profundidade, aproximadamente; esta condição é a que produz essa gama da cor azul na sua superfície que pode ser apreçada ao longo de um dia com sol. A beleza desta praia é conhecida internacionalmente já que aqui foram gravadas algumas cenas do famoso filme dos anos oitenta a “Laguna Azul” ou “Blue Lagoon”.

Alligator Pond: o ponto de pesca mais importante da ilha, e o melhor lugar para desfrutar da cozinha do mar.

Doctor’s Cave Bathing Club: ficou famosa pelas suas águas com poderes curativos.

Contudo, a Jamaica não é somente um lugar com as belas praias que aparecem nas fotografias, ela tem também paraísos para os amantes da vegetação tropical e flores de vistosas cores. De fato, a título de amostra: St. Ann, na região de Ocho Rios, conhecida também como a paróquia jardim. Um passeio pelos jardins revela lugares esculpidos pelo homem utilizando a natureza para mostrar plantas exóticas, ecossistemas de florestas tropicais com uma grande variedade de samambaias, cachoeiras, rios, borboletas e pássaros.

Neste sentido, os jardins recomendados para visitar são Coyaba River Garden (que conta com um museu com amostras de artesanato dos arawakos, seus habitantes originários), Cranbrook Flower Forest e Shaw Park Gardens (com um imponente mirante da região).

Uma marca cultural e histórica
Enquanto são visitadas terras alheias às nossas sempre surge a curiosidade por entender a cultura e as costumes do outro e, sem dúvida, os atrativos históricos e culturais ajudam a adquirir este conhecimento; entretanto, a menos de que se trate de um matrimonio constituído por historiadores e antropólogos, uma lua-de-mel não deve  se converter  num período de jornadas cansativas  de visitas aos museus e monumentos.

A Jamaica é um destino que, sem entediar, nos oferece amostras interessantes de arte e arquitetura, graças a múltiplas culturas que nela tem convivido ao longo da história. Por isto, em diferentes cantos o visitante encontrará suntuosas vilas, casas de cidade de estilo Georgiano-tendência existente entre os anos 1720 e 1840 em países de língua inglesa inspirada no retorno às obras clássicas-, e elegantes fachadas de estilo espanhol.

Por sua parte, museus e galerias apresentam exposições já sejam permanentes ou itinerantes, e os artistas geralmente gostam de acolher em seus próprios estúdios aos visitantes interessados em fazê-lo. As artes cênicas florescem por todas as partes, apresentam-se amostras teatrais ou musicais onde podem ser vistos gêneros tão diversos como o rock, o reggae, o jazz e o dance hall.
Sem dúvida, sendo a Jamaica o berço do ícone do rei do reggae, não poderia faltar um passeio para Nine Mile, onde se encontra a casa na qual morou Bob Marley, excursão feita com o acompanhamento de um autêntico rastafári, quem narrará histórias da infância e da carreira musical do cantor; no trajeto será mostrada a Mount Zion Rock, onde Bob Marley meditava e descansava e que fora imortalizada na canção Talking Blues. O percurso finalizará no mausoléu, onde muitas pessoas acendem velas e meditam sossegadas, dando a volta à sua famosa tumba, onde ele descansa junto a sua madre.

Para organizar e obter uma referência sobre como visitar estes sítios de importância histórica e cultural de acordo com os interesses dos casais que celebram a lua-de-mel, recomenda-se às páginas web www.visitjamaica.com, www.jamaicamia.com, esta última em português.

Diversão e zero pressão!
Numa lua-de-mel as atividades para o relaxamento e a diversão em conjunto são importantes com o assentimento de ambas as partes ou, em caso de existirem diferenças, que seja logrado a combinação dos gostos para equilibrar que cada um deles desfrute do seu passatempo e ceda, à sua vez, compartilhando o interesse do outro.

Isso sim: nada de atividades estressantes, já tiveram suficiente com as correrias anteriores à boda…

As florestas tropicais, as colinas ondulantes e as praias de fina areia conferem à Jamaica uma versatilidade, assim como uma variedade de atividades que é difícil de não encontrar uma ou varias para cada casal. Sem dúvida, esportes aquáticos como a navegação, o mergulho e a pesca não podem faltar na lista, ainda mais quando tem recifes com embarcações afundadas e uma infinidade de peixes tropicais diversos graças às grutas de corais, túneis e canhões; inclusive, a natação com golfinhos também é uma possibilidade.

Para os que gostam de excursões, de caminhadas pelas montanhas e da prática do esporte de rafting, têm o seu paraíso assegurado na Jamaica, com uma grande variedade de montes com espetaculares cachoeiras, mananciais com águas terapêuticas e rios de rápidos para a prática do rafting, especialmente em sítios como Marta Brae e Rio Grande. A palavra passeio tem muitas conotações: caminhadas pela praia, safáris, excursões em quadriciclos pela montanha ou vôos em globo.

Os amantes do golfe não somente têm a possibilidade de praticá-lo e de coordenar programas especiais de estadia para o interesse deles, mas, para experimentar a maior emoção, já não precisam procurar mais opções no Caribe: o Tryall Club oferece eles 6 mil 221 jardas num campo de 72 par, um lugar que tem atraído aos melhores  golfistas do mundo e tem sediado torneios da importância do Johnnie Walker World Championships.

Bem seja que os recém casados desejarem fazer realidade a típica estampa romântica de um passeio a cavalo pela praia ou para os casais que gostam do mundo eqüestre, a Jamaica oferece diversas opções para um momento que, definitivamente, é para o desfrute.

Dependendo dos seus interesses, os casais em lua-de mel podem solicitar ou desfrutar dos serviços oferecidos por Chukka Caribbean Adventures em Ocho Rios, www.chukkacaribbean.com; Caymanas Track Ltd em Portmore, www.caymanastrack.com; Hooves Ltd em St.Ann,www.hoovesjamaica.com; Trails Pantation Ride em Ocho Rios, tourwise.org; Braco Stables Horseback Ride n’Swim em Duncans, www.bracoestables.com; Rocky Point Stables at Half Moon, Montego Bay, www.halmoon.rockresorts.com/activities/equestrian.asp

Não é uma exageração concluir então que a Jamaica não deve faltar na lista de destinos ideais para as luas-de-mel por que cumpre com todas as condições necessárias, resumidas num paraíso natural que oferece diversão e descanso, sem deixar por fora detalhes para paparicar a um casal na viagem mais especial das suas vidas.

Agregar Comentário