CONHEÇA O LEGADO ESPANHOL NA JAMAICA ATRAVÉS DE DIVERSAS ATRAÇÕES

Com o lema “Out of Many, One People” algo como “A partir de muitos, um só povo”, a Jamaica verdadeiramente ilustra uma mistura de raças, culturas e tradições de todo o mundo, incluindo a Espanha. Desde a Spanish Town próximo a Kingston, até New Seville, perto de Ocho Rios, o legado espanhol é muito rico e presente na cultura da ilha, o que pode ser percebido em todos os cantos da Jamaica. Através de excursões privadas, trilhas culturais e atrações locais, os visitantes do destino podem explorar o património cultural e histórico da Espanha na Jamaica.

“A rica mistura de culturas da Jamaica capta uma história emocionante que os visitantes vão desfrutar e descobrir”, disse Paul Pennicook, Diretor de Turismo de Jamaica. “Os espanhóis criaram as primeiras civilizações na Jamaica e, com os seus locais de interesse cultural e empreendimentos turísticos, eles continuam a ser uma parte importante do nosso país e da nossa história.”

Os pensamentos de Cristóvão Colombo quando colocou os olhos na Jamaica pela primeira vez, enquanto sua frota ia para Baía de St. Ann em sua segunda viagem de descoberta para o Novo Mundo, em 1494, estão registrados em seu diário e podem ser vistos ainda hoje: “A terra mais formosa que os olhos já contemplaram; as montanhas e a terra parecem tocar o céu”… tudo cheio de vales e campos e planícies”- uma descrição que ecoa por cinco séculos de recém-chegados”.

Abaixo estão alguns exemplos de lugares com Patrimônio Espanhol que turistas podem explorar em sua viagem cultural na Jamaica:

KINGSTON

Kingston é o lar de Port Royal, uma área originalmente chamada de “Cayo de Carena” (Algo como Cais de Ardenaria) pelos colonizadores espanhóis. Vastas quantidades de riquezas entraram na cidade, principalmente através dos corsários que atacaram assentamentos e navios espanhóis. Bem próximo à Kingston está a Spanish Town (Cidade Espanhola). Fundada em 1534 como Villa de la Vega, a Spanish Town sucedeu a  New Sevilha como a segunda capital do reino espanhol real na Jamaica. Construída através de um plano ambicioso, a cidade fica ao redor de duas praças, e sem fortes, o que a tornou vulnerável a ataques pelo mar. 

Onde Ficar: O Spanish Court Hotel é uma nova aquisição vibrante para a hotelaria de Kingston. O hotel tem sua área externa em estilo espanhol e uma atmosfera zen e contemporânea no interior e um terraço aberto com um impressionante mosaico de vidro e piscina olímpica de borda infinita. Preços à partir de  US $ 185 / noite.

O que fazer: Tour no Port Royal e Museu – Uma vez conhecida como a “cidade mais cruel na terra”, Port Royal foi a antiga capital do pirata das Caraíbas com bucaneiros como Blackbeard e Henry Morgan que residiam aqui. Os visitantes podem conhecer o Fort Charles ou o Museu Marítimo e depois desfrutar de alguns dos melhores peixes, bammy e festas em Kingston em algum dos vários restaurantes da região.

Montego Bay

Quando Cristóvão Colombo chegou em Montego Bay durante a sua segunda viagem exploratória, ele a chamou de “Golfo do Bom Tempo” (Fair Weather Golfo). Após a colonização espanhola, cidades e estradas foram construídas na área, e plantações de cana de açúcar e fazendas de gado foram estabelecidas. Esta área foi renomeada como “Bahia da Banha” (Banha Bay) devido às grandes quantidades de gordura de porco que estava sendo exportadas pelos colonizadores espanhóis.

Onde ficar: IBEROSTAR Rose Hall Resort é um resort 5 estrelas de origem espanhola, com sistema all-inclusive. Neste hotel, os hóspedes podem se descontrair e relaxar, praticar esportes e desfrutar de noites cheias de música e dança. Além disso, sua proximidade com o centro de Rose Hall permite que os hóspedes possam conhecer a vida tradicional Jamaicana e desfrutar de todo o entretenimento que esta bela cidade tem para oferecer.

O que fazer: Greenwood Great House tem mais de 200 anos. Anteriormente propriedade da família de Elizabeth Barrett Browning,  a famosa poetiza inglesa, Greenwood é uma das grandes casas bem preservadas da ilha. Construída durante uma era de elegância e brutalidade, Greenwood manteve a atmosfera do século 19 e continua a capturar a imaginação dos seus visitantes.

Ocho Rios 

New Seville perto de Ocho Rios foi a primeira capital da Jamaica. Os espanhóis chegaram primeiro nesta região em busca de estabelecer um centro de mineração de ouro, no entanto, nenhum ouro foi encontrado. New Seville se tornou então uma base agrícola de fornecimento de alimentos e gado para outras colônias. Foi aqui que os espanhóis trouxeram plantas e animais, incluindo laranjas doces de Sevilha, cana, banana, coco, gado, cabras, cavalos e porcos também. A cidade é um local de mistura entre as culturas Taíno, Espanhol, Africana e Britânica, refletindo a diversidade da cultura jamaicana.

Onde Ficar: Grand Bahia Principe Jamaica é um resort de estilo vitoriano espetacular com sistema  all-inclusive localizado na praia de Runaway Bay. Ele possui um spa com todos os serviços de relaxamento, massagens, tratamentos corporais e faciais. Depois de um dia na praia particular do resort, os visitantes podem desfrutar de outras comodidades, incluindo uma discoteca e um health club.

O que fazer: O lendário explorador Cristóvão Colombo pisou pela primeira vez em solo jamaicano na Discovery Bay (Baía do Descobrimento) quando ele atracou aqui em 1494.  O museu a céu aberto Columbus Museum explora a história e o impacto desta chegada, juntamente com a história pré-colonial dos povos indígenas da Jamaica. Desde canoas Arawak até o processo de moagem da cana, relíquias marítimas e canhões, o museu ao ar livre com vista para o porto em Discovery Bay está cheio de artefatos fascinantes do passado da Jamaica.

Para mais informações sobre a Jamaica ou para reservar sua viagem de férias, acesse www.visitjamaica.com ou entre em contato com um especialista em viagens para a Jamaica.

Clique no ícone abaixo para baixar o conteúdo do artigo.

archivo

Agregar Comentário