KINGSTON RECEBE PRIMEIRO FESTIVAL DE MÚSICA SKA & ROCKSTEADY

A capital jamaicana, Kingston é o berço dos ritmos musicais ska e rocksteady, que estão no topo entre as músicas mais tocadas no mundo inteiro.

No final do mês de novembro (dias 26 e 27) será realizado o 1º Festival Anual One World de Música Ska & Rocksteady no Ranny WilliamsEntertainment Centre em Kingston. Alguns dos artistas mais importantes destes dois gêneros musicais vão atuar das 15h às 3h no primeiro dia de evento, já no segundo dia, o funcionamento é de 10h às 19h com um simpósio sobre os criadores da música jamaicana, excursões ao estaleiro Yard em Trench Town e aos locais de Patrimônio Musical do centro de Kingston, assim como documentários do gênero.

O ritmo musical Ska, que foi tocado pela primeira vez em 1963 por uma banda chamada Skatalites nos estúdios de gravação e clubes noturnos de Kingston, é tocado hoje em dia por milhares de bandas nos Estados Unidos, Europa, Japão, África, Austrália, Nova Zelândia, América do Sul e Central. Vai ser a primeira vez que um festival de música deste tipo será celebrada em seu local de origem.

The Skatalites
The Skatalites

Entre os artistas que vão participar do festival estão: The Skatalites (EUA), Soweto Ska Band (Espanha), Marcia Griffiths (Jamaica), B.B. Seaton and the Gaylads (Reino Unido), Sparrow Martin and Skasonic (Jamaica), Brooklyn Attractors (EUA), Leroy Sibbles, ex-vocalista dos Heptones (Jamaica), Hugh Roy, o Rei dos DJ’s jamaicanos, Derrick Morgan, o Rei do ritmo Ska (Jamaica), e Stranjah Cole (Jamaica);

Marcia Griffiths, anteriormente integrante do I Threes
Marcia Griffiths, anteriormente integrante do I Threes
Soweto Ska Band
Soweto Ska Band
Leroy Sibbles, ex-vocalista do The Heptones
Leroy Sibbles, ex-vocalista do The Heptones

Além disso, o evento também vai contar com a participação de algumas bandas que estão surgindo na cena musical de Ska e Rocksteady como:  Yard Beat, Earth Cry, e  la Alpha School Band, composta por estudantes da mesma escola que produziu muitos dos grandes músicos jamaicanos como Dizzy Reece, Harold “Little G” McNair, Joe Harriot, Tommy McCook, Don Drummond, e Rico Rodríguez.

Entre os sistemas de som e seletores,  estão  Dexter Campbell “O professor do Ska”, e Roy Black da banda KLAS the Saturday Night Alternative, de líderes musicólogos. É esperado que outras bandas adicionais também participem.

O festival é uma produção da Sounds & Pressure Foundation, em associação com a Fiwi Productions Inc., com o patrocínio do Escritório de Turismo da Jamaica, National Integrity Action; além da KSAC/UNESCO Creative Cities, os hotéis Knutsford Court, Courtleigh e Pegasus, Happy Ice, POWER 106, KOOL FM, The Gleaner Company, e a Comissão para o Desenvolvimento Cultural da Jamaica.

“O  1º Festival Anual One World de Música Ska y Rockteady é uma movimentação tática da Sounds & Pressure Foundation para posicionar a Jamaica como um destino de turismo cultural, objetivo o qual, temos estado trabalhando durante três anos. A Jamaica é o único país, além dos Estados Unidos, que tem contribuído ao mundo com múltiplos gêneros musicais: no caso da Jamaica, quatro gêneros pra ser mais preciso: Ska, Rocksteady, Reggae e Dancehall. E acreditamos que isto tem um valor cultural muito grande por seu impacto na cultura mundial. É por isso que desejamos atrair a atenção mundial para Kingston, onde nasceu a música popular da Jamaica, onde o Ska em particular, começou a evoluir até se tornar muito conhecido em outros países fora da Jamaica” disse Julian “Jingles” Reynolds, diretor do festival e CEO da Sounds & Pressure Foundation, na Jamaica, e Fiwi Productions Inc., nos Estados Unidos, durante o lançamento do festival em Kingston, Jamaica.

“O ska e o rocksteady representam um grande período do nosso renascimento, tem sido o topo deste processo, se trata de recuperar algo que tínhamos perdido. Portanto, realizar um festival de música que valoriza este início e enfatiza o papel que este período desempenhou no desenvolvimento da nossa civilização de hoje é muito, muito importante para nós no turismo … se trata de construir a experiência musical como um produto discreto para que o mundo venha desfrutar e consumir “, disse  Ed Bartlett, Ministro do Turismo da Jamaica. Durante o lançamento também falou a Ministra da Cultura e Espetáculo,  Olivia” Babsy “Grange.

Kingston, a capital da Jamaica, foi nomeada em dezembro do ano passado como Cidade Criativa para a Música pela UNESCO. Tanto o governo da Jamaica, como o governo local de Kingston, Kingston e St. Andrew Corporation (KSAC), esperam que a cidade se beneficie desta propagação do turismo cultural. De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), mais de 10 milhões de amantes da música viajam o mundo a cada ano para participar de festivais de música. Os turistas que viajam para a Jamaica nessas datas terão a oportunidade de absorver sua música, cultura, gastronomia e os seu povo, fazendo disto, uma grande experiência para todos.

O festival deste ano é dedicado a Clement “Coxsone” Dodd, Arthur “Duke” Reid, Cecil “Prince Buster” Campbell, Chris Blackwell, Don Drummond, Rico Rodríguez, Marcia Griffiths, e a Alpha Boys School, todos os quais têm contribuído grandemente para o desenvolvimento da música jamaicana.

Para mais informações acesse o site www.soundsandpressure.org ou envie um e-mail para sounds_presure@yahoo.com

Clique no ícone abaixo para baixar o conteúdo do artigo.

archivo

Agregar Comentário